.O QUE EU TE QUERO CONTAR.

Se estás a ler estas palavras perto do dia 22 de Junho de 2017, então estás a ler um momento importante na vida de uma pessoa. Talvez nem sequer a conheças, talvez não te importe nada o que faz… mas se estás aqui talvez seja, também, porque, de uma forma ou de outra, aquilo que gostas de saber entrou em rota de colisão com os conteúdos que, à semelhança de outros blogs e sites que andam por aí a vaguear na internet, vão ser publicados aqui, esporadicamente.

O objectivo deste espaço não é, portanto, o de contar a minha história. Ela não é assim tão interessante. Mas, espero, as minhas histórias sim.

Mas, ainda antes daquele post introdutório, que explica o que será o Story Rider, resolvi deixar aqui a a forma de falar do Story Rider – Essa forma prende-se com a visão de que o mundo não foi feito para ser meio vivido. Não nascemos para experienciar meias coisas ou sentir só um pouco. Na vida quero tudo e muito de tudo e espero que tu queiras isso também. Se sim, estarás a ler, ver e ouvir alguém que fala na mesma linguagem que tu. Este poema, transformado em filme pela White Flag Productions representa o que vos quero mostrar daqui para a frente, utilizando o surf como caminho e a arte como voz para contar todas as histórias.

 

 

 

16 pensamentos sobre “

  1. Incrível! Não só o texto nos deixa com vontade de ler mais, como o vídeo introdutório está qualquer coisa de inspirador! Fico à espera de mais, com muita curiosidade e expetativa para este projeto! Muitos parabéns!

  2. Boa iniciativa João! Sou Gonçalo Macedo tenho 14 anos e acho te uma grande inspiração pois nunca desistes dos teus objetivos tanto no surf como na musica e nas outra mil coisas fantásticas que fazes! Continua pois tu sim és um grande exemplo de um grande Português!

Responder a João Kopke Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *